Polícia vai ouvir médicos que atenderam marido da deputada Flordelis

Dois filhos da parlamentar a acusaram de envenenar o pastor Anderson do Carmo, que foi assassinado no dia 16 de junho

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 25/08/2019 13:41

Para descobrir se o marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), o pastor Anderson do Carmo, vinha sendo envenenado, a polícia vai ouvir médicos e enfermeiros do Hospital Niterói D’Or. Em depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, filhos do casal apontaram que a parlamentar colocava remédios na comida do companheiro. As informações são do jornal Extra.

Os investigadores já receberam cópias dos prontuários médicos do pastor do ano passado. Os documentos, segundo o veículo, mostram que Anderson esteve no hospital três vezes e queixava-se de problemas como taquicardia, dores na lombar e vômitos. Em outubro, o pastor ficou internado por cinco dias.

Com isso, a polícia quer saber se há qualquer indicação nos atendimentos sobre um possível envenenamento.

A delegacia já conclui a primeira parte das investigações sobre a morte do pastor. Até o momento, Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza, dois filhos de Flordelis, foram acusados de assassinar Anderson. A polícia não descarta a participação da parlamentar no crime.

Últimas notícias