A polícia do Paraguai matou Reinaldo de Araújo, considerado um dos líderes do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC), durante troca de tiros em Villa Ygatymi, departamento de Canindeyu. A região fica na fronteira do Paraguai com o Brasil.

Araújo estava foragido desde que escapou no ano passado da prisão, em Assunção, capital paraguaia, e estava sob supervisão do Grupo Especializado. Ele fugiu ao lado de Thiago Ximenes, conhecido como Matrix, também procurado no Paraguai.

Em comunicado à imprensa, o ministro do Interior do Paraguai, Juan Ernesto Villamayor, parabenizou o trabalho da polícia.

“A polícia fez um trabalho estupendo de acompanhamento e procura”, disse. “Houve um confronto armado em que um deles foi morto e o outro está foragido e é procurado.”

Para o ministro, a captura de Thiago Ximenes é “questão de horas”.