*
 

Uma discussão entre dois policiais militares de folga terminou com uma morte na Vila da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (5/4). Segundo a Polícia Militar, testemunhas disseram que a briga foi motivada por um carro parado em frente a uma garagem.

O sargento Antônio Anderson Ferreira Mattos, de 44 anos, estacionou o veículo diante da garagem do soldado Thiago Moraes de Carvalho, de 35, que conversava com amigos.

Ao sair de casa, na Rua Jaracatiá, o soldado exigiu que o sargento retirasse o veículo da frente de sua casa, dando início a uma discussão. Em seguida, de acordo com a Polícia Militar, Thiago atirou contra Antônio.

O sargento, que era lotado no Batalhão de Irajá (41º BPM) e estava na PM desde 2001, chegou a ser levado para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos.

Com a morte de Antônio Mattos, o número de policiais militares assassinados no Rio neste ano chega a 33. Outros dois morreram em 2018 no estado vítimas da violência, mas um deles havia sido ferido no ano passado e o segundo, baleado em outra unidade da Federação, o que eleva o número de PMs mortos para 35.

 

 

COMENTE

Rio de JaneiroMortevila da penhaPMRJ
comunicar erro à redação

Leia mais: Polícia