PF faz operação contra fraudes em licitações da Infraero que somam R$ 10 mi

Os agentes cumprem 19 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal

atualizado 21/10/2020 9:29

A Polícia Federal (PF) realiza, na manhã desta quarta-feira (21/10), a Operação Índia, para investigar um esquema de corrupção na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Ao todo, os agentes cumprem 19 mandados de busca e apreensão em São Paulo, na Bahia, no Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal.

De acordo com a PF, empregados da Infraero e empresários dos ramos de turismo e alimentação são suspeitos de fraudar licitações para ocupar áreas de lounges e quiosques nos aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio de Janeiro), entre 2016 e 2018.

O suspeitos subavaliavam essas áreas e desqualificavam dos certames empresas que não estivessem associadas ao grupo. “Assim, permitia-se a contratação de propostas menos vantajosas para a Infraero em fraudes estimadas em cerca de R$ 10 milhões”, informou a PF.

Os envolvidos na prática podem responder por associação criminosa, corrupção, violação de sigilo funcional e crimes licitatórios.

Últimas notícias