PF combate uso de laranjas e empresas de fachada em leilões

Cerca de 80 policiais federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Pindamonhangaba, Franca e Bauru

atualizado 03/03/2020 9:45

A Polícia Federal, com o apoio da Receita Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (03/03) a Operação Último Lance para apurar a criação de empresas de fachada, por meio do uso de laranjas, para ocultar movimentação financeira, a partir da análise de Relatórios de Inteligência Financeira (RIFs).

Grande parte das empresas era ligada ao ramos de leilões.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Pindamonhangaba, Franca e Bauru, expedidos pela 10ª Vara Criminal Federal Especializada em Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores de São Paulo.

Os suspeitos podem ser processador pelos crimes de evasão de divisas, sonegação fiscal, falsidade ideológica, uso de documento falso e ocultação indevida de valores.

Últimas notícias