Operação da PF investiga lavagem de dinheiro por meio da venda de diamantes

Os suspeitos são investigados por dissimular a quantia e lavar o dinheiro conseguido de forma ilícita no exterior

atualizado 21/07/2020 9:31

Receita Federal/Divulgação

A Polícia Federal (PF) realiza a Operação A incomparável do Abaeté, na manhã desta terça-feira (21/7), contra lavagem de dinheiro por meio da exportação de pedras preciosas na divisa de Minas Gerais.

Os agentes cumpriram cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte.

A ação teve apoio da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e da Receita Federal. O caso vem sendo apurado desde 2018 e identificou que os principais sócios de empresas do ramo de importação e exportação de diamantes e pedras preciosas de Patos de Minas, em Minas Gerais, teriam repassado o dinheiro obtido ao exterior de forma ilegal.

Os suspeitos, que já respondem a ações fiscais por dívidas, poderão cumprir até 16 anos de prisão, se condenados.

 

0

Mais lidas
Últimas notícias