Mulher é sequestrada, amarrada em árvore e torturada pela enteada

Uma vingança contra o pai teria motivado a jovem a cometer o crime, de acordo com informações da polícia

Andre Borges/Esp. MetrópolesAndre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 29/10/2019 15:26

Uma mulher de 44 anos foi encontrada amarrada a uma árvore na tarde dessa segunda-feira (28/10/2019), a 55 quilômetros de Campo Grande (MS). Segundo informações do Campo Grande News, a vítima foi sequestrada e torturada pela enteada Kelin Lopes, 28 anos. Uma vingança contra o pai teria motivado a jovem a cometer o crime.

De acordo com o boletim de ocorrência, o marido da vítima, um caminhoneiro de 59 anos, contou à polícia que Kelin é fruto do primeiro casamento, mas que perdeu contato com as filhas em 1999. Há um ano, voltaram a ter contato por mensagem e, depois de algumas conversas, Kelin e a irmã começaram a xingá-lo e, por isso, foram bloqueadas do aplicativo.

O caminhoneiro recebeu uma mensagem de Kelin há semanas dizendo que a esposa e os filhos seriam mortos porque ele teria “dedurado” um amigo traficante da jovem. O pai nega a acusação.

Após denunciar o caso, o homem recebeu mensagem da mulher falando que estava sozinha amarrada em uma árvore. Ela foi encontrada bastante ferida em uma mata, com um símbolo pichado no tronco, possivelmente ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC).

A vítima contou aos policiais que duas mulheres e um homem a colocaram em uma caminhonete e a levaram até o local onde foi torturada. De acordo com os relatos da vítima, Kelin, ao sair do cativeiro, disse que voltaria para matá-la.

Últimas notícias