Mourão sobre Bolsonaro querer dar “porrada” em repórter: “Deixa para lá”

"Eu não comento essas coisas. Eu não estava junto, não sei", esquivou-se o vice-presidente da República nesta segunda-feira

atualizado 24/08/2020 12:23

Vice presidente Hamilton MourãoRafaela Felicciano/Metrópoles

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), se recusou a comentar nesta segunda-feira (24/8) a agressão verbal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra um repórter do jornal O Globo.

Na tarde desse domingo (23/8), Bolsonaro disse para o jornalista após ser questionado a respeito dos depósitos de Fabrício Queiroz à primeira-dama Michelle Bolsonaro: “Minha vontade é encher tua boca na porrada, tá?”.

“Coisas pessoais do presidente, não compete a mim, como vice-presidente dele, tecer comentários. Eu não comento essas coisas. Eu não estava junto, não sei. Deixa para lá isso aí”, disse Mourão, segundo registro do jornal Extra.

A informação sobre depósitos feitos por Fabrício Queiroz e a esposa, Marcia Aguiar, foram revelados pela revista Crusoé. De acordo com o veículo, foi repassado um total de R$ 89 mil à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

A reportagem teve acesso à quebra de sigilo bancário do ex-assessor. Extratos bancários de Queiroz mostram que foram depositados 21 cheques na conta de Michelle, entre 2011 e 2016, totalizando R$ 72 mil.

0

 

 

Últimas notícias