Motorista de app é achada carbonizada. Polícia investiga viagens

Empresa informou que última corrida, no dia 14, terminou sem intercorrências. Caso foi registrado como homicídio qualificado

reproduçãoreprodução

atualizado 17/01/2020 17:45

Uma motorista de aplicativo de transporte, Amanda Pereira Agustinho Giovanetti, de 29 anos, foi achada carbonizada na manhã dessa quarta-feira (15/01/2020) na estrada Ernesto Stokler de Lima, no centro de São Roque (SP).

O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas, mas a vítima não resistiu aos ferimentos. O carro foi apreendido e exames do Instituto Médico Legal (IML) foram solicitados.

O caso foi registrado como homicídio qualificado na Delegacia de São Roque, que investiga os fatos.

De acordo com o portal G1, a Polícia Civil pediu à empresa de aplicativo de transporte o histórico de viagens da motorista.

Investigadores identificam o caminho da vítima antes de desaparecer. A família disse, segundo a reportagem, que Amanda deixaria um passageiro na capital.

Procurado, o aplicativo de transporte 99 Pop lamentou profundamente a morte da motorista. Pela apuração da empresa, a última corrida aconteceu no dia 14 de janeiro e terminou sem intercorrências.

Leia a nota da empresa:

A 99 lamenta profundamente a morte da motorista parceira Amanda Giovanetti. Pela apuração da empresa, sua última corrida aconteceu no dia 14 de janeiro e terminou sem intercorrências. Assim, não há indícios de que estava em corrida pela plataforma no momento do ocorrido. A empresa se solidariza com a família da vítima e está disponível para colaborar com as investigações da polícia.

Últimas notícias