Juíza do Tribunal de Justiça do RJ é morta a facadas na frente das filhas

Suspeito do crime é o ex-marido da magistrada. Ele foi preso em flagrante

atualizado 26/12/2020 16:54

Reprodução

Uma juíza do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) foi morta a facadas na noite desta quinta-feira (24/12), véspera de Natal.

Viviane Vieira do Amaral Arronenzi teria sido assassinada pelo ex-marido, identificado como Paulo José Arronenzi. O engenheiro foi preso e encaminhado para Delegacia de Homicídios da capital carioca.

A magistrada foi morta na frente das três filhas, na Avenida Rachel de Queiroz. O feminicídio teria sido registrado em vídeo, que circula nas redes sociais. O crime aconteceu quando a juíza foi deixar as filhas com o pai para a noite de Natal.

Ameaças e agressões

A juíza já chegou a ter escolta contra o ex-marido, mas abriu mão da proteção.

Em setembro deste ano, a magistrada registrou um boletim de ocorrência por ameaça e lesão corporal contra o ex-companheiro.

Últimas notícias