Filho de Sérgio Cabral fugiu de casa minutos antes de chegada da PF

Segundo a Polícia, José Eduardo fazia pagamentos, emitia notas fiscais falsa, enviava dinheiro ao exterior e faturava R$ 1,5 milhão por mês

atualizado 27/11/2022 23:36

José Eduardo Neves Cabral, filho do ex-governador Sérgio Cabral Reprodução/ TV Globo

O empresário José Eduardo Neves Cabral, filho do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, teria fugido do condomínio onde mora na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, minutos antes da chegada da Polícia Federal (PF).

José Eduardo deixou o prédio às 5h28 de quarta-feira (23/11), segundo imagens divulgadas pelo Fantástico, da TV Globo. No dia seguinte, já considerado foragido, ele se entregou à polícia.

O filho do ex-governador fluminense é alvo da Operação Smoke Free, que investiga o comércio ilegal de cigarros no Rio de Janeiro. Além do filho do ex-governador, outras 26 pessoas são investigadas por suposta organização criminosa.

Conforme informações divulgadas pela Polícia Federal, o grupo criminoso, em parceria com outras facções, emitia notas falsificadas dos cigarros. A organização criminosa, segundo os investigadores da operação Smoke Free, é conhecida como “Banca da Grande Rio”, por causa do nome da escola de samba de Caxias e do vínculo de alguns investigados com integrantes da escola.

Segundo a Polícia, José Eduardo fazia pagamentos, emitia notas fiscais falsas, determinava que seguranças extorquissem dinheiro e ameaçassem comerciantes, ocultava e dissimulava valores, além de enviar dinheiro ao exterior. Um rendimento que chegava a R$ 1,5 milhão por mês.

Defesa se pronuncia

A defesa de José Neves Cabral disse que as acusações são absurdas e que a sua inocência ficará provada.

Mais lidas
Últimas notícias