Com triplo de mortes, Exército vê situação controlada no Ceará

Coronel celebrou queda de 37 homicídios na sexta para 25 nesta terça, mas média anterior ao motim da PM era de 8 mortes diárias no estado

atualizado 26/02/2020 21:24

O coronel do Exército Leônidas Carneiro Júnior, oficial de comunicação das Forças Armadas, disse, nesta quarta-feira (26/02/2020), que “a missão está sendo cumprida, os homicídios foram reduzidos e a situação está controlada” no Ceará, onde os militares integram uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) desde o início da semana.

Segundo o oficial, houve redução de 35% no número de homicídios no estado entre a última sexta-feira (21/02/2020), quando foram assassinadas 37 pessoas, e a última terça, que teve 25 mortes violentas.

Apesar da redução anunciada pelo coronel, o número de mortes violentas por dia no Ceará ainda está três vezes acima da média diária de antes da crise, que era de oito.

“O efetivo está dando conta”, disse, sobre os 2.500 militares que estão atuando no estado nordestino após decreto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A GLO foi decretada após parte dos policiais militares cearenses se amotinar por não concordar com um plano de carreira proposto pelo governo de Camilo Santana (PT).

Nesta quarta, Santana pediu a prorrogação da atuação do Exército no estado – prevista para terminar na próxima sexta-feira (28/02/2020). A solicitação ainda não foi respondida pelo governo federal.

Últimas notícias