PMs vítimas de furto no quartel em 1997 aguardam ressarcimento de R$ 100 mil

O crime deixou todo o efetivo lotado naquela unidade sem receber o soldo (salário) daquele mês

atualizado 15/10/2021 16:17

Um furto ocorrido na madrugada de 25 de junho de 1997, dentro do Batalhão da Polícia Militar de Pontes e Lacerda (a 443,4 km de Cuiabá), deixou todo o efetivo lotado naquela unidade sem receber o soldo (salário) daquele mês. Um Inquérito Policial Militar (IPI) foi instaurado, mas não chegou ao autor do delito nem recuperou os pouco mais de R$ 22 mil enviados pelo Estado, que haviam sido furtados.

Um grupo de 22 PMs, que hoje já estão na reserva, se sentiram lesados e resolveram buscar na Justiça o direito de receber pelo mês trabalhado. Os policiais militares tiveram ganho de causa em 2005 e o processo transitou em julgado. Desde então, aguardam o Governo do Estado fazer o pagamento da sentença, que corrigida se aproxima dos R$ 100 mil.

Saiba mais no RD News, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias