Pesquisas no Google sobre Ricardo Nunes, vice de Bruno Covas, disparam

Segundo pesquisa Datafolha, o vereador do MDB ainda não é reconhecido como o candidato a vice de Bruno Covas por 92% da população

atualizado 24/11/2020 22:53

Ricardo Nunes (primeiro à esquerda) acompanha Bruno Covas no Valo Velho em São PauloMoisés Nascimento/Divulgação

São Paulo – Faltando uma semana para as eleições de segundo turno em São Paulo, 92% dos paulistanos não sabem mencionar o nome do candidato a vice do atual prefeito Bruno Covas (PSDB). É o vereador Ricardo Nunes (MDB).

Nesta terça-feira (24/11), o nome de Nunes se tornou o 17º assunto mais buscado no Google brasileiro, com cerca de 20 mil pesquisas pelo nome do vereador.

Isso acontece após programa eleitoral de Guilherme Boulos. No vídeo da campanha do PSol, é apresentado histórico dos prefeitos eleitos pelo PSDB que deixaram a prefeitura aos seus vices para concorrer a cargos mais altos.

Após mencionar Gilberto Kassab (PSD), vice de José Serra (PSDB), e Bruno Covas, vice do governador João Doria (PSDB), a narração pergunta que o próximo da linha sucessória pode ser Ricardo Nunes. “Quem?”, pergunta o narrador do programa.

Nunes foi acusado de violência doméstica, injúria e ameaça feitas, em 2011, contra sua esposa, Regina Carnovale —hoje ela nega— e atualmente é alvo de investigação pelo Ministério Público sobre suposto superfaturamento no aluguel de creches privadas que mantêm convênio com a Prefeitura de São Paulo.

0

Nesta semana, ele iniciou processo contra o youtuber Felipe Neto, após o comunicador fazer posts mencionando tais acusações.

Ricardo Nunes estava evitando agendas públicas e se recusou a participar de debate com Luiza Erundia. Psolistas começaram a dizer que Bruno Covas “escondia o vice”. Em reação, Nunes acompanhou Bruno Covas em caminhada de menos de meia hora pelas ruas do Valo Velho, na zona Sul de São Paulo nesta terça-feira (24/11).

Bruno Covas tem reiterado que Nunes não responde formalmente a nenhum processo judicial e, em entrevista ao Roda Viva, atribuiu sua votação expressiva na zona sul à influência do vice na região.

Para contornar o estragos que um “dar um google” pode fazer, agora, antes das notícias sobre as acusações que pesam sobre Nunes, o eleitor vê um resultado pago pela campanha do PSDB. No site dos tucanos, Ricardo Nunes é apresentado como um vereador “que enfrentou grandes bancos e recuperou mais de R$ 1 bilhão devido a São Paulo”.

Últimas notícias