Perícia em cinco celulares apreendidos pode elucidar morte de MC Kevin

Delegado Henrique Damasceno, o mesmo do caso Henry, também aguarda resultado de exame toxicológico no corpo do cantor, enterrado hoje em SP

atualizado 18/05/2021 15:09

MC Kevin e BiancaReprodução/Instagram; Francisco Silva/AgNews

Rio de Janeiro – Cinco aparelhos celulares, entre eles o do Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, estão sendo examinados pelos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) do Rio de Janeiro.

O objetivo é confrontar mensagens e buscar indícios que possam contribuir para elucidar o que de fato aconteceu na noite de domingo no Hotel Riale Brisa Barra, na orla da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, quando o funkeiro caiu de uma sacada do apartamento 502.

Além do aparelho de Kevin, os policiais também recolheram os celulares de três pessoas que estavam no quarto: o da modelo paulista Bianca Domingues, de 26 anos, com quem Kevin supostamente se envolveu no fim de semana; o do assessor dele, Jonathan, e dois telefones de Victor Elias Fontenelle, o MC VK, de 23.

Como o Metrópoles informou na segunda-feira, Bianca conheceu MC Kevin e os amigos dele por volta das 13h, de domingo (16/5) em um quiosque da praia em frente ao hotel onde eles estavam hospedados.

Segundo depoimentos, quatro horas depois, ela passou pelo grupo. Então, Kevin e Victor a olharam. Victor a convidou para ir ao quarto sob o argumento que o MC Kevin gostaria de ficar com ela.

0

Laudo do Instituto Médico-Legal revela que a causa da morte foi traumatismo craniano, causado por ação contundente (violenta).

O velório de MC Kevin aconteceu na quadra da escola de samba Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo. Estiveram presentes os pais do jovem, Agnaldo Bueno e Valquíria Nascimento, e a viúva Deolane Bezerra. O corpo de Kevin Bueno ficou em um caixão aberto (veja fotos e vídeos da despedida de MC Kevin.

O enterro de Kevin aconteceu também nesta terça-feira (18/5), no Cemitério Parque dos Pinheiros, no Tremembé, Zona Norte de São Paulo.

Exame toxicológico

Na segunda (17/5), o Metrópoles revelou  que a polícia pediu exame toxicológico no corpo de MC Kevin para esclarecer se o funkeiro fez uso de drogas ou não antes do acidente. Em depoimento, a mulher do artista, a advogada Deolane Bezerra, afirma que ele usou drogas e consumiu álcool durante o fim de semana e, motivando o pedido do delegado do caso, Henrique Damasceno.

Kevin e Deolane, que casaram há duas semanas no México, dançou coladinho no palco do Baile do Imperador, festa em que o cantor era a atração principal, em Madureira, na zona norte, mas que não tinha autorização para o evento, segundo a Secretaria de Ordem Pública.

MC Kevin morava em Mogi das Cruzes (SP), mas estava no Rio por conta do evento, seu primeiro show no estado.

Últimas notícias