Paraguaios cavam valas para impedir entrada de brasileiros

País registrou a primeira morte por coronavírus nessa sexta-feira (20/3). Moradores tentam bloquear acessos por Mato Grosso do Sul

Vala entre municipio paraguaio e Mato Grosso do SulReprodução/Gazeta News

atualizado 21/03/2020 19:24

Moradores da cidade de Ypejhú, na fronteira entre Brasil e Paraguai, iniciaram na sexta-feira (20/3) os trabalhos para cavar uma vala para impedir a invasão da população de Paranhos, no Mato Grosso do Sul, do outro lado da fronteira.

No distrito de Pedro Juan Caballero, que também faz fronteira com o estado brasileiro, a população também já iniciou o fechamento de estradas que dão acesso a Ponta Porã. O objetivo é proteger a cidade do coronavírus que já fez uma vítima no país.

Ao todo, o Paraguai já registrou 18 casos de Covid-19, enquanto, no Brasil, são mais de mil infectados de acordo com dados das secretarias estaduais de saúde.

 

Fechamento de fronteiras

Nessa semana, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, anunciou o fechamento da Ponte Internacional da Amizade, na fronteira com o Brasil, que liga Cidade del Leste a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O Exército é responsável pela fiscalização das fronteiras.

Com a primeira morte por coronavírus, o país vizinho revelou nessa sexta (20/3) medidas mais rigorosas para evitar o fluxo de pessoas. Além de estender a quarentena, foi decretado isolamento total a partir deste sábado (21), durante uma semana. Até lá, só podem entrar no país paraguaios ou residentes.

Últimas notícias