Pai é preso suspeito de estuprar criança ao longo de 2 anos em Goiás

Delegada diz que suposto criminoso, por mais de 20 vezes, abusou sexualmente da criança e acariciou os seios, as nádegas e a vagina dela

atualizado 11/06/2021 13:30

Reprodução

Goiânia – Um homem de 52 anos foi preso, temporariamente, na quarta-feira (9/6), por suspeita de estuprar a sua própria filha, de 12 anos, em um bairro na região sudoeste de Goiânia. De acordo com a investigação, a criança foi submetida à experiência de horror dentro de sua própria casa, ao longo de dois anos.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia prendeu o suspeito. O nome dele e de sua filha não foram divulgados, para preservar a menina, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A delegada Gabriela Adas contou que a menina passou a ser abusada aos 10 anos de idade. Segundo ela, o suspeito, por mais de 20 vezes, abusou sexualmente da criança e acariciou os seios, as nádegas e a vagina dela, além de introduzir os dedos na sua genitália, roçar o pênis em seu corpo e beijá-la na boca.

O suspeito, de acordo com a Polícia Civil de Goiás, tem passagem por crime contra a dignidade sexual praticado, em 2006, em face de sua segunda filha, que contava, à época, com 13 anos de idade.

Diante da gravidade dos fatos e do risco de fuga do suspeito, a delegada solicitou mandado de busca e apreensão e de prisão temporária dele. Ele está preso, à disposição da Justiça.

Como o nome do suspeito não foi divulgado, o Metrópoles não conseguiu localizar o contato dele nem de sua defesa.

Últimas notícias