Pai de Neymar diz que jogador caiu em armadilha e foi vítima de extorsão

Mulher registrou um boletim de ocorrência denunciando o atacante por estupro

ReproduçãoReprodução

atualizado 01/06/2019 20:39

Após o atacante Neymar ser acusado de estupro por uma mulher, o pai do jogador, que cuida de sua carreira, garante que o atleta está sendo vítima de uma acusação mentirosa e que a moça que fez o boletim de ocorrência tentou extorquir o jogador após ter tido uma relação sexual com consentimento.

“É uma pessoa acusando o Neymar, mas temos provas de que nada aconteceu. O Neymar caiu nesta armadilha. Agora temos de fazer o possível para mostrar a verdade, porque hoje nem namorar ele vai poder mais”, afirmou Neymar pai, em entrevista à TV Bandeirantes.

Ele confirmou que a mulher se encontrou com Neymar em Paris. Os dois fizeram sexo, mas segundo Neymar pai, houve consentimento entre as partes. “Foi uma relação consentida, não houve estupro. Depois ela tentou marcar outros encontros, mas o Neymar percebeu que podia ser algum golpe e se afastou”, comentou.

Um advogado da moça teria procurado o pai de Neymar e seus representantes e exigiu dinheiro para não registrar o boletim de ocorrência. “Tiramos fotos, tenho mensagens do whatsapp marcando o encontro comigo e coloquei três testemunhas para esse encontro. Naquele momento não sabíamos os motivos, mas a gente já estava esperando por isso, porque recebemos a extorsão”, disse.

“O Neymar conseguiu guardar as conversas e tudo o que se fala sobre essa relação. Em nenhum momento fez isso. Sei que meu filho pode ser acusado de muitas coisas, mas sei o menino que ele é. Sei o homem que Neymar é; então, é filho de pai e mãe. Desta vida, a gente vai fazer com que a justiça venha o mais rápido possível”, continuou.

“É mais uma lição que a gente aprende, que o Neymar aprende. O estrago é grande porque uma acusação dessas… A Justiça vai saber lidar com isso”, afirmou Neymar pai, lembrando que vai conversar com seus advogados para ver o que vai fazer. “Ninguém entrou em contato com a gente. O estranho é que o boletim é de ontem e já vazou. O Neymar não foi notificado e vou ouvir os advogados e tomar as devidas providências

Entenda o caso
Neymar começou a ser investigado, em São Paulo, depois que uma mulher o denunciou por um estupro que teria acontecido no Hotel Sofitel Paris Arc de Triomphe, em Paris. Em depoimento que durou mais de três horas, de acordo com o boletim de ocorrência (BO) obtido pelo Metrópoles, a mulher afirmou que, “aparentemente embriagado”, o jogador a forçou a ter uma relação sexual.

Segundo o relato da vítima, que não foi identificada no BO com base em um protocolo de segurança, o fato aconteceu no dia 15 de maio, mas só foi registrado nessa sexta-feira (31/05/2019), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Santo Amaro, em São Paulo. Ela disse à polícia que estava emocionalmente abalada e teve medo de registrar o caso na França.

A mulher contou que conheceu Neymar pelo Instagram, e os dois começaram a trocar mensagens. No dia 12 de maio, um assessor do jogador, identificado como “Gallo”, entrou em contato para fornecer passagens para o embarque no dia 14 de maio.

Ela chegou a Paris no dia seguinte e ficou hospedada no hotel de luxo, ao qual o jogador teria chegado por volta das 20h, com sinais de embriaguez. De acordo com o relato, houve troca de carícias, mas Neymar se tornou agressivo e usou a força para fazer sexo com ela. No dia 17 de maio, a vítima retornou ao Brasil.

A titular da 6ª DDM, Juliana Lopes Bussacos, solicitou exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e encaminhou o boletim de ocorrência para a abertura de um inquérito policial. A Polícia Civil informou, na tarde deste sábado (01/06/2019), que a investigação está sob sigilo.

Últimas notícias