Paes quer presidente nacional da OAB candidato ao governo do Rio

Antes do encontro com Lula, o político disse, em coletiva de imprensa, que o candidato dele para o Planalto é o presidente do Senado

atualizado 11/06/2021 22:15

Eduardo Paes, prefeito do Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles

O prefeito Eduardo Paes (PSD) afirmou, nesta sexta-feira (11/6), que o seu candidato em 2022 para governar o estado do Rio de Janeiro é o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

“A saída do Freixo do PSol não interfere nisso. E o Pacheco para a presidência, como deve ser indicado pelo presidente do partido. O nome do meu candidato chama-se Felipe Santa Cruz”, frisou.

Dentro e fora do cenário político, Santa Cruz já vem se posicionando contra a gestão de Jair Bolsonaro (sem partido). Nesta sexta-feira (11), o advogado disse que chefe do governo federal trabalha em uma “fórmula para matar alguns brasileiros”.

Mais jovem, o presidente da OAB chegou a ser filiado ao PT, tentou carreira como vereador em 2004, mas não foi eleito. Hoje, se aproximou do centro e tem Paes seu principal parceiro na política.

Pacheco

Após encontro com Lula, durante o almoço, Paes disse, em coletiva de imprensa, que o candidato dele para o Planalto é o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM). O partido de Gilberto Kassab espera filiação do democrata e reforça discurso de que terá candidatura própria à Presidência.

“O PSD vai ter candidatura própria. O presidente do meu partido Gilberto Kassab tem anunciado o nome do presidente do Senado Federal como candidato. É o senador Rodrigo Pacheco que receberá o meu apoio, sendo candidato”, afirmou.

De acordo com Kassab, o quadro atual sugere que, sendo Luiz Inácio Lula da Silva o candidato do PT a presidente, a tendência é que o petista dispute a segunda etapa do pleito com um adversário do centro.

Lula

Também nesta sexta, antes de se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o prefeito do Rio disse que “Lula fez muito pelo Brasil, sempre me tratou com cordialidade, me ajudou muito nos outros mandatos e é com enorme prazer e honra que eu o recebo hoje”.

Nas redes sociais, o petista afirmou que o encontro rendeu um “diálogo importante para falar da situação do Rio e do Brasil”.

0

Mais lidas
Últimas notícias