Paes negocia compra de 8 milhões de doses da Sputnik V para o Rio

Objetivo da prefeitura é agilizar a vacinação dos cariocas com mais uma vacina disponível para conter o avanço no novo coronavírus

atualizado 03/04/2021 11:25

Eduardo Paes, prefeito do Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles

Rio de Janeiro – O prefeito do Rio, Eduardo Paes, comunicou que assinou um protocolo de intenções com governadores do Nordeste para a compra de 8 milhões de doses da vacina russa Sputnik V. O objetivo da prefeitura é agilizar a vacinação dos cariocas com mais uma vacina disponível.

“É possível que uma parte seja entregue este semestre, mas boa parcela das doses só deve chegar no segundo semestre. Agora estamos acertando detalhes do contrato e valores”, explicou Paes, sobre a previsão do imunizante que ainda depende de autorização da Anvisa.

Paes disse que vai criar um sistema inteligente para verificar laudos médicos de pessoas com comorbidades, próximo grupo prioritário contemplado pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) na cidade, que pretendem tomar a vacina. O objetivo é evitar fraudes.

“Quem não está nos critérios divulgados terá que se vacinar depois. Faremos da vida do médico que emitir atestados falsos uma desgraça”, avisou.

Anteontem, os prefeitos do Rio, Niterói, Maricá e Itaguaí apresentaram um calendário de vacinação único para seus respectivos municípios. A medida é uma tentativa de evitar migrações de moradores entre essas cidades em busca de doses da vacina.

Entre 26 de abril e 29 de maio, serão vacinadas pessoas com comorbidades e/ou deficiência permanente, que tenham de 59 a 45 anos, e trabalhadores, da mesma faixa etária, da saúde, educação, limpeza urbana e segurança.

Até 24 de abril, o calendário de vacinação no Rio de Janeiro segue com a imunização de idosos, para pessoas com mais de 60 anos. Homens e mulheres seguem com a imunização em dias alternados, com exceção de datas de repescagem. Nesta segunda-feira, dia 5, serão imunizadas mulheres com 66 anos e profissionais de saúde de 59. Homens de 66 anos serão vacinados na terça. Trabalhadores de hospitais e unidades de urgência devem tomar doses nas unidades em que atuam.

0

Últimas notícias