“Orientação sexual não define caráter”, diz Contarato após desabafo na CPI

O senador rebateu discurso homofóbico do empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, acusado de ser disseminador de fake news sobre a pandemia

atualizado 01/10/2021 0:12

Roque de Sá/Agência Senado

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) defendeu, nesta quinta-feira (30/9), que “orientação sexual não define caráter” após fazer desabafo na CPI da Covid-19. O parlamentar expôs ataque homofóbico que sofreu nas redes sociais por Otávio Oscar Fakhoury, que depôs nesta quinta ao colegiado.

O empresário, que é acusado de disseminar fake news sobre a pandemia, publicou a seguinte postagem sobre Contarato: “O delegado homossexual assumido talvez estivesse pensando no perfume de alguma pessoa ali daquele plenário. Quem seria o perfumado que o cativou?”. Isso porque Contarato fez uma publicação em que troca “flagrancial” por “fragancial”.

O parlamentar pediu à Polícia Legislativa para que apure suposto crime de homofobia.

“O senhor não é um adolescente, o senhor é casado, o senhor tem filhos e a sua família não é melhor que a minha. Que tipo de imagem o senhor deixa para os seus filhos?”.

“Não poderia deixar de me pronunciar sobre essa agressão. O senhor vem aqui nesta comissão e diz que pauta sua vida observando os princípios da legalidade e da moralidade. Que moralidade é essa?”, prosseguiu.

Veja o momento:

Mais lidas
Últimas notícias