Operação de combate à violência doméstica prende 97 pessoas em GO

Balanço parcial da Operação Resguardo no Estado informa ainda a lavratura de 61 autos de prisão em flagrante e abertura de 1.791 inquéritos

atualizado 08/03/2021 11:25

Violência contra a mulherHugo Barreto/Metrópoles

Goiânia – Em Goiás, a Operação Resguardo, desencadeada em todo o país sob coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública para combater a violência doméstica e familiar contra a mulher, prendeu 97 pessoas, entre os dias 1º e 6 de março.

O trabalho foi realizado em conformidade com o Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta segunda-feira (8/3). Em Goiás, Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (Deams) e demais unidades policias dos municípios estiveram envolvidas no trabalho.

Conforme o balanço parcial, divulgado pela Polícia Civil de Goiás (PCGO), foram lavrados, ainda, 61 autos de prisão em flagrante, 1.791 inquéritos foram instaurados e outros 1.674 foram concluídos.

A ação teve por base as denúncias e os casos já levantados pelas Delegacias da Mulher nos estados. Ao todo, foram desencadeadas 37 operações separadas em diferentes locais no Brasil.

Em esforço conjunto, cerca de 5 mil agentes dos 26 estados mais o Distrito Federal saíram às ruas nesses dias para cumprir mandados de prisão em aberto, mandados de busca e apreensão, medidas protetivas de urgência e dar andamento a inquéritos que aguardavam conclusão para serem remetidos ao Judiciário.

0
Armas de fogo

Outro foco da Operação Resguardo foi realizar a apreensão de armas de fogo utilizadas no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Em Goiás, a Polícia Civil já informou a apreensão de um pistola 380 com munições em uma das residências visitadas pelos agentes. A Delegada titular da Deam de Goiânia, Paula Meotti, vai apresentar mais detalhes na manhã desta segunda-feira (8/3).

Últimas notícias