Onyx garante votação da reforma da Previdência na CCJ na terça (23)

A votação foi adiada pelo presidente da comissão, Felipe Francischini , para semana que vem. Para Onyx, não será necessário adiar novamente

Wilson Dias/Agência Brasil

atualizado 19/04/2019 11:23

Mesmo após sucessivas derrotas para o governo, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se mostra otimista com a votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Para Onyx, o parecer deve apreciado na próxima terça-feira (23/04/19).

Ao blog da jornalista Andréia Sadi, o ministro disse que a costura política está pronta. “O que a gente combinou, e eu tenho falado com muita gente, é que vai ser semana que vem”, afirmou, após reunião com o secretário de Previdência, Rogerio Marinho.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta semana que o governo pode abrir mão de alguns pontos da reforma da Previdência. O chefe da Casa Civil adotou o mesmo tom e disse que o mérito será discutido na comissão especial.

Para o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a comissão que vai discutir o mérito dó deve funcionar a partir de sete de maio. Apesar do atraso no calendário, Onyx não reclamou dos passos da reforma na Casa. “Sem estresse, está tudo dentro do cronograma”, resumiu.

Na última sessão da CCJ, na quarta-feira (17/04/2019), o presidente da comissão, Felipe Francischini (PSL-PR), adiou a votação a semana que vem, por falta de acordo. Ele atendeu ao pedido do relator da proposta, o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG).

Últimas notícias