ONU lamenta morte de João Pedro e faz apelo pela juventude negra brasileira

O garoto, de apenas 14 anos, foi morto nessa segunda-feira durante uma operação na comunidade do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ)

João Pedro Mattos, 14 anos, morto em operação policial no Rio de JaneiroArquivo Pessoal

atualizado 22/05/2020 22:35

A Organização das Nações Unidas (ONU) emitiu uma nota, nesta sexta-feira (22/05), em solidariedade aos familiares de João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, que morreu nessa segunda-feira (18/05) durante uma operação policial, na comunidade do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ). O documento também registra um apelo pela vida da juventude negra no Brasil. “A morte de João Pedro, assim como a de muitos e muitas adolescentes e jovens, majoritariamente negros e do sexo masculino, nos mostra o quão urgente é a necessidade de intensificar esforços e investimentos para reverter esse quadro”, afirmou a ONU.

Na nota, a ONU também ressaltou as inconsequências de algumas ações de forças de segurança. “Nos preocupa particularmente o aumento de letalidade em consequência de ações das forças de segurança. João Pedro é mais um desses adolescentes negros que não atingiu a juventude, não conseguiu vencer o conjunto de vulnerabilidades às quais esteve sujeito em sua curta existência.”

“Adolescentes como João Pedro têm muitos nomes”
O caso da morte de João Pedro chocou todo o Brasil, mas infelizmente ele não foi o primeiro. “Adolescentes como João Pedro têm muitos nomes e estão em todo o país. Cada vida conta e a violência letal contra adolescentes e jovens não deve ser naturalizada, transformando-se em lamentável estatística. No Brasil, o homicídio configura-se hoje como a principal causa de morte de adolescentes e jovens”, ressaltou a ONU.
0
Estratégias e políticas de proteção social
Por fim a nota também chama a atenção para a necessidade de intensificação de estratégias e políticas de proteção social, prevenção, acolhimento, justiça, reparação, e campanhas públicas, conforme recomendações da Década Internacional de Afrodescendentes, do plano de Ação da Conferência Internacional contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Formas Correlatas de Discriminação; a Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial; e a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Últimas notícias