Ômicron faz Câmara voltar ao trabalho remoto até início de março

O presidente da Casa, Arthur Lira, afirmou que é mais seguro manter o protocolo de distanciamento devido ao avanço da Covid-19

atualizado 17/01/2022 16:20

Presidente Arthur Lira durante a votação do último destaque antes do 2• turno da PEC dos PrecatóriosIgo Estrela/Metrópoles

O presidente da Câmara dos DeputadosArthur Lira (PP-AL) anunciou, nesta segunda-feira (17/1), que a Casa retoma o trabalho remoto e só volta ao presencial após o Carnaval. Os servidores da Casa tinham voltado ao trabalho presencial em outubro de 2021.

No entanto, com o avanço da Ômicron e a curva crescente de internações no Brasil, Lira anunciou que manterá os empregados da casa em trabalho remoto até o fim do Carnaval, pelo menos.

A festa começa em 26 de fevereiro e vai até 1º de março, quando se encerra com a Quarta-feira de Cinzas. Veja anúncio do presidente da Câmara:

O recesso parlamentar começou em 23 de dezembro e vai até 1º de fevereiro. Os deputados voltariam ao presencial nessa data, mas manterão as sessões remotamente.

No Senado, diante de uma nova onda de casos de Covid-19 no Brasil provocada pela variante Ômicron, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse ao colunista do Metrópoles Igor Gadelha que os trabalhos da Casa deverão ser retomados no início de fevereiro ainda no sistema semipresencial.

Mais lidas
Últimas notícias