Nova denúncia do MP contra João de Deus inclui vítima de estupro do DF

De acordo com o Ministério Público de Goiás, são seis mulheres vulneráveis, um delas com deficiência visual

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 28/05/2019 15:09

O Ministério Público de Goiás ofereceu, nessa segunda-feira (27/05/2019), mais uma denúncia contra João Teixeira de Faria, o João de Deus. O médium vai responder por estupro de vulnerável de seis vítimas: duas do Paraná, uma de Minas Gerais, uma do Rio de Janeiro, uma de São Paulo e a sexta do Distrito Federal.

Promotores da força-tarefa do MPGO, criada para investigar as acusações contra o líder espiritual, disseram que todas as mulheres apresentavam algum tipo de vulnerabilidade no momento do crime, das quais o médium teria tirado proveito. Uma, inclusive, com deficiência visual.

Ainda segundo a denúncia, os estupros ocorreram em sala privativa de atendimento individual em Abadiânia (GO), cidade do Entorno do DF onde o acusado atendia. Há ainda outras quatro vítimas, cujos crimes estão prescritos.

Estas mulheres figuram como testemunhas. Elas são do Piauí, Rio Grande do Sul e DF. A reportagem não conseguiu contatar a defesa de João de Deus até a última atualização desta matéria.

Últimas notícias