Nota técnica do ministério contraria Queiroga e recomenda máscaras

Ministro da Saúde afirmou que proteção não tem benefícios comprovados; área técnica da pasta que chefia destaca importância do uso

atualizado 06/06/2022 21:03

ministro saude Marcelo Queiroga durante evento TelesaúdeHugo Barreto/Metrópoles

A área técnica do Ministério da Saúde contrariou o chefe da pasta, Marcelo Queiroga, em nota técnica divulgada no último sábado (4/6), ao apontar a importância do uso de máscaras em meio a uma nova alta dos casos de Covid-19 no país.

“Além disso, medidas não farmacológicas (distanciamento e uso de máscaras) devem ser encorajadas no atual momento epidemiológico”, diz o texto do ofício da Saúde que liberou a quarta dose da vacina contra a Covid para pessoas a partir de 50 anos. A média móvel de novos casos mais do que dobrou em relação à registrada duas semanas atrás.

Queiroga, no entanto, já colocou em xeque diversas vezes os benefícios do uso de máscaras. “O uso obrigatório de máscara não tem benefício comprovado. O que funciona é as pessoas aderirem às políticas, e isso é mais efetivo. Se você quer usar máscara, usa”, voltou a dizer nesta segunda-feira (6/6), durante cerimônia em que tomou a quarta dose da vacina – e dois dias depois da publicação da nota técnica da pasta que chefia.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Ainda no sábado, Queiroga tinha alegado que “não há motivo para obrigar o uso de máscaras”. “Se você quer usar máscara, você use. As pessoas se sentem confortáveis usando máscara, podem usar. Não tem problema. Agora, nós entendemos que, no momento atual, não há motivo para obrigar o uso de máscaras”, disse à TV Record.

Na sexta-feira (3/6), o ministro tinha afirmado que “a obrigatoriedade do uso de máscaras é uma bobagem sem precedentes”. Na quinta-feira (2/6), Queiroga fez alegação parecida ao dizer que usar máscara ou não “é um direito de cada um”. Em entrevista à Folha,  ele afirmou que a máscara, “às vezes, serve até como posicionamento político”.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias