Nota em defesa de desembargador não foi autorizada, diz OAB de Santo André

Segundo a presidente da entidade na cidade paulista, advogado se manifestou "inapropriadamente" usando o nome do órgão "sem autorização"

atualizado 21/07/2020 15:56

desembargador humilha guarda após ser multado na praia1Reprodução

Após manifestação do presidente da Comissão de Direitos dos Refugiados e dos Imigrantes, Alberto Carlos Dias, em nome da OAB de Santo André, defendendo o desembargador que xingou um guarda durante abordagem, a presidente da entidade, Andréa Tartuce, informou que o advogado perdeu o comando do grupo.

Em nota de repúdio, Andréa diz que o advogado usou o nome do órgão “sem autorização” e de foma inapropriada.

A presidente da OAB de Santo André afirmou que “nenhuma comissão setorial possui autorização ou permissão para falar em nome da entidade, bem como utilizar imagem ou formulário da subseção”.

“Oportuno tornar público que já fora revogada a nomeação do mencionado presidente da Comissão de Direitos dos Refugiados e dos Imigrantes desta Subseção, por descumprimento ao regimento interno”, diz a nota.

“Uma pessoa idosa”

Mais cedo, Dias publicou uma manifestação, em nome da OAB de Santo André, defendendo o desembargador Eduardo Siqueira, que foi flagrado sem máscara no último fim de semana humilhando um guarda municipal em Santos.

Ele afirmou que o desembargador é “uma pessoa idosa” e foi abordado “de maneira abrupta”.

“Antes de tudo, trata-se de uma pessoa idosa que fora abordada de maneira abrupta (inclusive com abertura de portas), o que instintivamente provoca dois comportamentos imediatos: reação ou fuga”, diz trecho do texto.

Entenda

No último sábado (18/7), durante abordagem, o desembargador disse que não assinaria a multa pela falta do uso de máscara e confrontou o guarda afirmando que rasgaria o papel se ele insistisse em aplicar a sanção. “Você quer que eu jogue na sua cara? Faz aí, que eu amasso e jogo na sua cara”, diz.

Eduardo Almeida chamou o guarda de “analfabeto” durante conversa por telefone com o secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel. “Estou aqui com um analfabeto”, diz o homem, ao telefone.

0

 

 

Últimas notícias