Guardas humilhados por desembargador recebem medalhas pela conduta exemplar

A cerimônia organizada pela prefeitura de Santos teve participação da família de Cícero Hilário e Roberto Guilhermino

atualizado 21/07/2020 9:30

Divulgação/ Prefeitura de Santos

Os guardas municipais humilhados pelo desembargador Eduardo Siqueira foram homenageados pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), e receberam medalhas pela conduta exemplar. A cerimônia teve participação da família de Cícero Hilário e Roberto Guilhermino, e ocorreu nessa segunda-feira (20/07).

A filha de Hilário, de 15 anos, chorou enquanto assistia ao vídeo do pai sendo menosprezado e chamado de “analfabeto” no trabalho. À TV Tribuna, o policial disse que se “humilhado” diante dos filhos e que não soube explicar o que aconteceu.

Ao ser homenageado, o agente disse que  o prêmio “se estende a todos os membros da corporação da Guarda Municipal e para todas as guardas do Brasil”.

Já o colega Guilhermino comentou que é preciso “manter a conduta” em situações similares. “Foi um momento delicado, uma abordagem que a gente se deparou com um cidadão com bastante hostilidade, mas mantivemos a calma”, disse.

0

Entenda

Um desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) foi flagrado, em vídeo, humilhando um guarda civil municipal de Santos, no litoral de São Paulo, após ser multado por não utilizar máscara enquanto caminhava na praia.

Nas imagens, Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira chama o guarda de “analfabeto”, rasga a multa e joga o papel no chão. Também liga para o secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel, para tentar intimidar o guarda – que se recusa a atender o telefone. O caso aconteceu nesse sábado (18/7).  O Conselho Nacional de Justiça apura a postura do magistrado contra o agente da Guarda Civil.

Últimas notícias