Mulher relata agressão após briga em restaurante de luxo

A briga começou no banheiro e a acusada é namorada do irmão do dono do estabelecimento. Ela afirmou que foi atingida por um copo

atualizado 15/01/2020 22:54

A consultora imobiliária Milka Borges comemorava o aniversário de um amigo quando foi agredida no restaurante Iulia, localizado no Jockey Club, na zona sul de São Paulo. O caso aconteceu na noite do último sábado (12/01/2020). De acordo com Milka, ela não conhecia a mulher responsável pela agressão. As informações são do Extra.

Depois, a agressora foi identificada como Fernanda Bonito, namorada de Ricardo Lima, irmão do dono do estabelecimento. Milka, que já realizou dois procedimentos cirúrgicos após o episódio, publicou em uma rede social um vídeo na noite de terça-feira no qual relatou a agressão que sofreu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante @iuliajockey dentro do Jockey de SP. No sábado, 11, por volta das 20h cheguei ao local para o jantar de aniversário de um amigo. Em meados das 21h, fui com uma amiga usar o banheiro e esperamos a nossa vez na fila. Uma moça que não conhecia, identificada posteriormente por @fernandabonito ,chegou no banheiro nitidamente exaltada! Falou para todas que estavam no banheiro que ela mandava no local e esmurrando todas as portas dizendo que iria entrar na cabine antes de qualquer uma que esperava a vez para usar a toalete. As meninas que aguardavam informaram que existia uma fila e que ela precisava aguardar a vez dela. No momento que vagou a primeira cabine, a Fernanda veio correndo e lutou com a minha amiga pra tirar ela da cabine que ela que iria usar. Minha amiga, mesmo sem acreditar no que estava acontecendo, deixou ela usar. Uma amiga da Fernanda pediu que a gente relevasse a atitude e então deixamos para lá. Nesse momento alertamos que a moça cuidasse da amiga porque ela estava realmente muito descontrolada. Quando ela saiu do banheiro, começou procurar minha amiga e gritar: “Onde está aquela vagabunda? Eu vou chamar os seguranças, eu tiro quem eu quiser daqui. Ela não sabe com quem ela está falando!” A amiga dela segurou ela é falou: “-Calma amiga”. Ela continuou empurrando todo mundo na fila gritando “Calma nada!”. Quando ela chegou em minha direção, eu estava na fila do lado da porta de saída do banheiro, ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando. Mobilizei ela para que parasse com aquela agressão. A amiga dela pediu para que eu a soltasse, eu soltei e pedi pra amiga dela que ela parasse de puxar meu cabelo. Consegui fazê-la soltar meu cabelo e ela saiu do banheiro em direção aos seguranças e ao namorado dela, que identifiquei como @polar81, que é irmão do @ricardo__lima, proprietário do @iuliajockey. Ao pegar minhas coisas no chão escutei uma confusão do lado de fora do banheiro. Continua nos comentários. ⬇️⬇️

Uma publicação compartilhada por Milka Borges (@milkaborges) em

Durante o vídeo postado no Instagram, a consultora imobiliária contou que encontrou Fernanda na fila do banheiro do restaurante. Aparentemente muito alterada, segundo Milka, Fernanda se recusou a esperar e começou uma discussão no local. Milka contou que Fernanda furou a fila, usou o banheiro e começou a gritar com a amiga dela após deixar a cabine dizendo que “poderia tirar quem quisesse dali”.

De acordo com Milka, a mulher andou na direção dela e a empurrou e começou a agredi-la. A consultora afirmou que conseguiu segurar Fernanda e impedir que as agressões continuassem. Nesse momento, a mulher saiu do banheiro em busca dos seguranças e do namorado.

“Os seguranças empurraram a porta e eu estava atrás pegando minhas coisas no chão. Nesse momento ela entrou no banheiro com o namorado e os seguranças, pegou um copo de vidro espesso que estava na mão do namorado e jogou em direção ao meu rosto. Não tive como me defender e o copo acertou o meu rosto. Em choque, não percebi a gravidade da situação, só percebi quando vi que estava jorrando muito sangue e uma menina que estava na fila disse que era da área da saúde e me colocou dentro de uma cabine. O namorado e os seguranças ainda tentavam entrar para me pegar”, afirmou.

A consultora ainda contou que conseguiu sair do banheiro e caminhou até o estacionamento sem qualquer apoio de funcionários do local. Ela afirma que aguardou a chegada de uma ambulância e da polícia, mas por fim decidiu seguir com amigos até um emergência.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que a agressão é investigada pelo 34º Distrito Policial (Vila Sônia). Milka prestou depoimento nesta quarta-feira, no inquérito que a Polícia Civil abriu para esclarecer todas as circunstâncias do fato.

Nota do restaurante
O restaurante afirmou que “lamenta profundamente” o episódio e ressaltou que Fernanda, apontada como autora das agressões, “não é sócia e nunca fez parte” da equipe do restaurante.

“O Iulia Restaurante lamenta profundamente o episódio de desentendimento entre duas frequentadoras no seu sanitário feminino, na noite de 11/01, e que acabou resultando em ferimentos à Sra. Milka Borges. Em seus 3 anos de funcionamento, jamais registramos fato semelhante em nosso restaurante. Ressaltamos que a acusada de agressão pela denunciante não é sócia e nunca fez parte de nosso restaurante e que deverá responder pelas consequências de seus atos. Prestamos nosso apoio e solidariedade à Sra. Milka Borges pela lamentável ocorrência em nosso estabelecimento e estamos à disposição das autoridades responsáveis para colaborar com o devido esclarecimento dos fatos.”

Últimas notícias