Mulher é presa após chamar funcionário de empresa de “negro tição”

Homem teria ido até a casa da acusada para vistoriar um hidrômetro sob suspeita de fraude. Ela será acusada por injúria

iStock/Foto ilustrativaiStock/Foto ilustrativa

atualizado 05/09/2019 17:23

Uma vendedora ambulante de 61 anos foi presa após chamar um funcionário de uma empresa em Campo Grande (MS) de “negro tição” durante uma vistoria em hidrômetro. A mulher será julgada por injúria racial. As informações são do portal Campo Grande News.

Segundo o boletim de ocorrência, dois funcionários da empresa foram até a casa da mulher vistoriar o hidrômetro sob suspeita de fraude. Enquanto faziam o trabalho, a dona da casa ficou nervosa e xingou o funcionário.

Segundo o funcionário disse à polícia, além de ter sido chamado várias vezes de “negro tição”, ele também foi empurrado pela mulher.

A vítima acionou a Polícia Militar (PM) e a mulher foi presa imediatamente. Na delegacia, ela assumiu que xingou o homem, mas negou que o tivesse empurrado. As agressões foram gravadas pela vítima e as imagens entregues na delegacia.

Últimas notícias