metropoles.com

Mulher de líder do CV: Flávio Bolsonaro pede apuração de reunião

Secretários do Ministério da Justiça se encontraram com esposa de um dos líderes do Comando Vermelho (CV)

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Imagem colorida de Luciene Barbosa, esposa de Tio Patinhas, líder do CV no Amazonas, ao lado de Rafael Velasco, secretario Nacional de Políticas Penais
1 de 1 Imagem colorida de Luciene Barbosa, esposa de Tio Patinhas, líder do CV no Amazonas, ao lado de Rafael Velasco, secretario Nacional de Políticas Penais - Foto: Reprodução

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) entrou com um pedido junto a Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flavio Dino (PSB), seja investigado em decorrência do encontro de secretários da pasta com Luciane Barbosa Farias, conhecida como a “dama do tráfico amazonense” e esposa de um líder do Comando Vermelho (CV) no Amazonas.

Luciane teria se encontrado com o ex-deputado federal Elias Vaz, secretário nacional de Assuntos Legislativos, em 16 de março e com Rafael Velasco, secretário nacional de Política Penais, em 2 de maio. As reuniões não foram divulgadas em agendas oficiais.

O Ministério da Justiça informou, em nota, que era “impossível” que a área de inteligência da pasta identificasse a presença de Luciane uma vez que ela participou de encontros junto a uma comitiva.

0

O senador Flávio Bolsonaro, por sua vez, alegou que o Ministério da Justiça possui uma espécie de “agenda paralela”.

“Agendas fechadas, sem registros, em que ninguém sabe o que está sendo discutido, os ocupantes de cargos públicos junto Ministério da Justiça flagrantemente estão violando os princípios da publicidade e da transparência, aliado à circunstância de possível proximidade do Ministro Flávio Dino com líderes de facções criminosas”, argumentou o senador.

O parlamentar destacou ainda a necessidade de Dino explicar o motivo das reuniões com Luciane.

Para finalizar, o filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pede o afastamento imediato de Flavio Dino do cargo de ministro da Justiça e que ele seja investigado pelo crime de responsabilidade de abuso de autoridade, desvio de finalidade, prevaricação, condescendência criminosa e advocacia administrativa.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações