MPGO denuncia jovem que matou cães da vizinha e escreveu com sangue: “Vcs são os próximos”

André Felipe Lima, de 19 anos, é acusado de matar 3 cachorros da vizinha em Aparecida de Goiânia e escrever ameaças nas paredes com sangue

atualizado 03/09/2021 17:43

Jovem é suspeito de ter matado cães da vizinha em GoiásReprodução/PMGO

Goiânia – O Ministério Público de Goiás (MPGO) ofereceu, esta semana, denúncia contra André Felipe Lima, de 19 anos, por ter ameaçado uma vizinha e matado os três cachorros dela, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital.

O crime aconteceu no último dia 24 de agosto. André Lima foi denunciado pelo crime de ameaça, por duas vezes, e pelo crime de maus-tratos a animais, por três vezes.

Na denúncia, a promotora de Justiça Simone Disconsi de Sá Campos relatou que André Lima havia se mudado para uma residência no Setor Parque Atalaia e resolveu fazer uma festa de confraternização no último dia 24 de agosto.

Incomodada com o som alto que vinha da festa, a vizinha gritou, de dentro de sua casa, pedindo para que diminuíssem o volume, porque no outro dia teria que acordar cedo para trabalhar.

No mesmo instante, conforme o MP, o denunciado gritou que iria matar a vítima na “porrada”, bem como iria arrumar “uma galera” para “dar uma surra” nela e em seu marido, caso não ficasse em silêncio e voltasse a incomodá-lo.

Narra a denúncia que, no dia seguinte, aproveitando que o casal havia saído para o trabalho e a residência estava vazia, André Lima apoiou uma escada no muro e entrou no imóvel.

0
Barbaridade

Conforme a denúncia, com requintes de crueldade, ele cortou o pescoço de um dos cães da vítima e o pendurou no varal. Em seguida, cortou o pescoço do segundo cão e colocou dentro do tanque de lavar roupas. Por fim, pegou o terceiro cão e, novamente, cortou o pescoço do animal, deixando-o no quintal da residência.

Além disso, o denunciado escreveu na parede da casa, com o sangue dos três cachorros, que a vítima e seu marido seriam os próximos a serem mortos, nos seguintes termos: “vcs são os próximos” (sic).

Além disso, o jovem teria escrito outras ameaças no muro e paredes da casa com o sangue dos animais mortos.

Desespero

Ao chegar em sua residência e se deparar com a cena de terror, a vítima saiu em via pública e começou a gritar por socorro. Policiais militares que passavam pelo local prestaram socorro à mulher e prenderam o denunciado em flagrante. Os agentes de segurança encontraram a escada ainda encostada no muro. Ele continua preso.

O Metrópoles não conseguiu contato com a defesa do denunciado.

Últimas notícias