MPF denuncia ex-mulher de Sérgio Cabral por sonegação de R$ 5 milhões

Susana Neves já foi condenada a 8 anos de prisão por envolvimento com a quadrilha do ex-governador do Rio de Janeiro

atualizado 01/02/2021 15:14

Reprodução/TV Globo

Rio de Janeiro – Susana Neves, ex-mulher do ex-governador Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por sonegar R$ 5 milhões. De acordo com as investigações, ela omitiu e prestou informações falsas às autoridades fazendárias referentes ao pagamento do imposto de renda dos anos de 2013, 2014 e 2015.

Segundo a Delegacia da Receita Federal foi apurado que ela fez movimentações financeiras superiores aos rendimentos declarados e ainda usou dinheiro em espécie para o pagamento de despesas pessoais.

Em 2017, Susana foi denunciada por lavagem de dinheiro. O MPF identificou que ela mantinha a empresa Araras Empreendimentos Consultoria e Serviço como fachada para receber dinheiro da empreiteira FW Empreendimentos Imobiliários, que tinha contratos com o governo do estado.

Proprietário da empresa, o colaborador Flávio Werneck só a empresa de Susana recebeu 31 depósitos, que, somados, equivalem a R$ 1,2 milhão, entre os anos de 2011 e 2013. Em 2018, ela foi condenada a oito anos e quatro meses de prisão. 

A defesa de Susana ainda não foi localizada. O espaço continua aberto para manifestação.

Últimas notícias