“Motociata”: governo de SP autua Bolsonaro por falta de máscara

Além do presidente, o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes, acabaram autuados

atualizado 12/06/2021 13:16

Presidente Jair Bolsonaro participa de motociata em SPRodrigo Zaim/Especial Metrópoles

O governo de São Paulo autuou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por não usar máscara durante a manifestação que participou na manhã deste sábado naquele estado. Além dele, foram multados o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes.

O governo de SP é comandado por João Dória (PSDB), opositor do presidente. Nota do governo diz que a multa ocorreu “por equipes da Saúde e Segurança Pública flagrarem o político sem máscara durante uma manifestação na capital. O valor da autuação é de R$ 552,71”.

“O deputado federal Eduardo Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, também recebem autuações no valor de R$ 552,71, para cada, devido ao não uso de máscaras”, prossegue o texto.

O uso da máscara é obrigatório em São Paulo desde maio do ano passado. É uma das medidas para diminuir a circulação da Covid-19. Apesar da importância, o presidente costuma aparecer em eventos públicos sem a proteção facial. Ele já foi multado no Maranhão pela mesma razão.

Durante a semana, o presidente chegou a dizer que solicitaria ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um parecer desobrigando o uso do objeto.

De acordo com a Vigilância Sanitária Estadual, “de 1º de julho de 2020 a 31 de maio de 2021, 312.444 inspeções e 7.340 autuações por diversas infrações às normas de prevenção da COVID-19”.

Confira a autuação de Bolsonaro em São Paulo:

0

 

 

Últimas notícias