Quatro mortos em ação policial na Chapada não tinham antecedentes

Polícia Civil investiga operação que matou 4 pessoas em Cavalcante. PMs afirmam que foram recebidos a tiros por suspeitos de tráfico

atualizado 23/01/2022 13:22

homens são mortos em ação da PMGO na Chapada dos VeadeirosDiego Baravelli

A Polícia Civil descobriu que as quatro pessoas mortas em uma ação da Polícia Militar de Goiás (PMGO) realizada pelo Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) na última quinta-feira (20/1) não tinham passagem pela polícia.

A PM afirma que os quatro eram suspeitos de tráfico de drogas em Cavalcante, na região da Chapada dos Veadeiros (GO). Agentes atiraram 58 vezes durante a ocorrência.

O delegado da Polícia Civil Alex Rodrigues, que investiga o caso, disse ao portal G1 que as investigações buscam explicar como a operação aconteceu.

0

Segundo a PM, a equipe se dirigiu a uma propriedade na zona rural de Cavalcante, para checar uma denúncia anônima de que havia uma plantação de maconha no local. Mas os agentes teriam sido recebido a tiros pelos suspeitos.

Ainda de acordo com a corporação, outros dois suspeitos conseguiram fugir do local. Na chácara, os agentes informaram que foram encontrados cerca de 500 pés de maconha.

Ao G1, o delegado civil ainda afirmou que parte da droga encontrada pelos PMs foi incinerada antes da chegada da equipe da Polícia Civil, uma ação incomum. “A priori, quem faz a incineração da droga, de acordo com a lei, é o delegado. Isso vai ser apurado”, falou.

Mais lidas
Últimas notícias