Mortes de idosos em faixa etária vacinada caem 70% em São Paulo

Dados preliminares indicam relação da vacinação com redução no número de óbitos em decorrência da Covid-19

atualizado 07/03/2021 12:28

Covas acompanha vacinação de idosos acima de 90 anosFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O número de idosos com mais de 90 anos que morreram em decorrência da Covid-19 caiu 70% entre janeiro e fevereiro deste ano na cidade de São Paulo.

Essa foi a primeira faixa etária vacinada contra a doença na capital paulista. Dados obtidos com exclusividade pela TV Globo indicam relação entre a imunização e os casos de morte pela doença.

As mortes caíram de 127, registradas em janeiro, para 38 em fevereiro. As internações também apresentaram queda acentuada.

Em janeiro, foram internados 246 idosos com mais de 90 anos infectados pelo novo coronavírus. Em fevereiro, o número caiu para 104, com redução de 57,7%.

No mesmo período, o total de casos confirmados foi de 380 para 144, queda de 62,1%.

Ao G1, o infectologista da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) Renato Kfouri, afirmou que os dados ainda são preliminares, mas “animadores sobre a efetividade das vacinas na vida real das pessoas”.

Neste momento, a cidade já ampliou o leque etário da vacinação de idosos e está imunizando aqueles com mais de 77 anos.

0

 

Últimas notícias