Morre yanomami com desnutrição grave, que teve a foto divulgada

Associação pede que a imagem deixe de ser compartilhada, por questões culturais. Governo declarou estado de emergência em terra indígena

atualizado 23/01/2023 13:52

imagem colorida do presidente Lula em Roraima - Metrópoles Ricardo Stuckert/Secom

A Urihi Associação Yanomami publicou uma nota, neste domingo (22/1,) informando o falecimento da indígena que teve sua foto divulgada para alertar sobre a situação de desnutrição da comunidade local. Por questões culturais, a organização pediu que se evite o compartilhamento da imagem.

“Na cultura Yanomami, após o falecimento, não pronunciamos o nome da pessoa, queimamos todos os seus pertences, e não permitimos que fotografias permaneçam sendo divulgadas”, explica a associação. A imagem mostrava uma idosa em grave estado de desnutrição.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Neste fim de semana, o governo federal declarou estado de emergência na terra yanomami de Roraima. O presidente Lula (PT) visitou a região, acompanhado de diversos ministros. Além do problema de acesso à alimentação, há uma crise sanitária, com casos de malária e outras doenças.

Saúde dos Yanomamis

Em razão da grave precarização das condições de vida dos povos, também em decorrência do garimpo ilegal, a população vive uma grande crise sanitária. Além de a atividade provocar assassinatos dos indígenas, nos últimos meses foram registradas mortes por desnutrição.

A exploração do garimpo ilegal traz a incidência de doenças infecciosas. A falta de assistência em saúde também contribui para o quadro.

Na última quarta-feira (18/1), uma equipe do Ministério da Saúde foi enviada ao estado de Roraima para fazer um diagnóstico da situação. Em nota, a pasta informou que a expectativa é que, após o levantamento, sejam definidas “ações imediatas para superar a crise sanitária” pela qual passa a população local.

Mais lidas
Últimas notícias