Morre PM que teve “surto” e atirou para cima no Farol da Barra

Policial militar foi baleado por agentes do Bope após mais de 3h de negociações. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu

atualizado 29/03/2021 10:17

Arquivo Pessoal

Um policial militar que invadiu o gramado em frente ao Farol da Barra, um dos principais pontos turísticos de Salvador, na Bahia, e disparou pelo menos uma dezena de tiros para o alto, na tarde do último domingo (28/3), morreu no Hospital Geral do Estado (HGE). A informação foi confirmada ao Metrópoles pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Com o rosto pintado de verde e amarelo, o PM, identificado como Wesley Góes, gritava palavras de ordem enquanto efetuava disparos com um fuzil e uma pistola.

Em nota, a SSP-BA informou que o soldado apresentou “surto psicótico”. A Polícia Militar (PM) pontuou que “lamenta a ocorrência crítica envolvendo um integrante da corporação” e que “não poupará esforços para que todos os protocolos internacionais de gerenciamento de crise sejam adotados”.

0

O policial foi baleado por agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) após 3h30 de negociações. Ele foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Geral do Estado.

Em vídeos publicados por moradores da região nas redes sociais, o policial grita palavras de protesto, fala em desonra e violação da dignidade dos policiais. “Comunidade, venha testemunhar a honra ou a desonra do policial militar do estado da Bahia”, esbravejou.

Veja:

Últimas notícias