Morador de rua tenta se proteger da chuva, toma choque e morre

Vítima encostou em poste de luz na Avenida Rio Branco ao se abrigar em ponto de ônibus, na região central de São Paulo

FELIPE RAU/ESTADÃO CONTEÚDOFELIPE RAU/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 09/01/2020 8:01

Um morador de rua de 21 anos morreu ao tomar uma descarga elétrica quando tentava se proteger do temporal que atingiu a capital e a Grande São Paulo entre a noite dessa quarta-feira (08/01/2020) e a madrugada desta quinta-feira (09/01/2020).

Segundo a Polícia Militar, por volta da 0h20, o homem subiu em uma grade para se abrigar em um ponto de ônibus na altura do número 1.312 da Avenida Rio Branco, nos Campos Elísios, na região central de São Paulo, mas escorregou e encostou em um poste de luz. A vítima foi eletrocutada.

Os bombeiros foram acionados para resgatar o morador de rua, mas já encontraram o homem sem vida.

Em Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana, uma mulher de 34 anos foi encontrada morta no leito do Córrego Ribeirão Itaim na noite dessa quarta. Segundo a Defesa Civil da cidade, ela foi carregada por uma enxurrada causada pela forte chuva que atingiu a cidade. A prefeitura apura se há outro desaparecimento ligado ao temporal.

Na zona leste de São Paulo, as buscas dos bombeiros por outra pessoa desaparecida foi interrompida em razão das fortes chuvas. Desde a terça-feira (07/01/2020), uma mulher desapareceu e teria sido levada pelas águas para um piscinão próximo às Avenidas Bento Guelfi e Ragueb Chohfi. A corporação deve retomar o resgate nesta quinta.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a chuva dessa quarta causou 111 enchentes e inundações, 30 desabamentos e 69 quedas de árvore na Grande São Paulo.

Últimas notícias