Ministro sobre ato no dia 15: “Não existe intervenção militar”

General Fernando Azevedo e Silva deu a declaração em resposta a questionamento sobre postagens pedindo militares no poder

André Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 27/02/2020 13:15

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, afirmou que “não existe isso de intervenção militar”, após ser questionado sobre postagens nas redes sociais que defendem a medida nas manifestações convocadas para o dia 15 de março.

A declaração foi dada logo após uma reunião, na qual participaram os ministros da Defesa, Justiça e Segurança Pública e outras autoridades do governo Federal que estiveram em Fortaleza para acompanhar a Operação de Garantia da Lei e da Ordem.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reuniu todos os órgãos envolvidos na operação para se inteirar sobre a escalada da violência em território cearense, onde policiais militares paralisaram as atividades, ocuparam quartéis e batalhões e têm feito protestos mascarados pelas ruas.

De acordo com Azevedo, o governo ainda não decidiu se estenderá o prazo da GLO, que expira nesta sexta-feira (28/02/2020).

Últimas notícias