Ministério da Saúde avalia envio de doses extras da Janssen ao MS

Brasil deve receber, na próxima semana, 3 milhões de unidades do fármaco. Senadora Simone Tebet (MDB-MS) foi ao órgão pedir doses extras

atualizado 10/06/2021 12:15

Início da vacinação para pessoas de 59 anos no Parque da CidadeArthur Menescal/Especial Metrópoles

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) foi ao Ministério da Saúde nesta quinta-feira (10/6) para pedir um quantitativo de 5% em doses extras da vacina da Janssen para o Mato Grosso do Sul. O Brasil deve receber, na próxima semana, 3 milhões de unidades do fármaco.

O ministro Marcelo Queiroga ouviu a solicitação da parlamentar e disse que vai levar o pedido à coordenação técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A decisão também deverá ser tomada em acordo com os conselhos de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e de Secretários Municipais de Saúde (Conasems).

“Vamos ver. O PNI vai analisar. Depende da tripartite”, afirmou o cardiologista. Segundo Queiroga, o calendário oficial de distribuição das vacinas da Janssen será divulgado em breve pelo Ministério da Saúde.

A senadora Simone Tebet afirmou que o Mato Grosso do Sul enfrenta dificuldades no combate à pandemia de Covid-19. Por isso, ela pede doses extras para avançar a vacinação e reduzir o número de internações em leitos de terapia intensiva.

“Da mesma forma como aconteceu com o Amazonas, o Mato Grosso do Sul hoje é o epicentro. As pessoas estão morrendo por falta de UTI e não estão conseguindo vagas em outros estados. As poucas que estão conseguindo vaga de UTI estão indo de avião da FAB”, disse.

Ela citou as fronteiras entre Brasil, Bolívia e Paraguai como um dos problemas. Ela afirmou que pessoas com dupla nacionalidade não estão sendo imunizadas. Segundo a parlamentar, uma quantidade extra de vacinas ajudaria a enfrentar o problema.

Capacidade de vacinação

Tebet afirmou que o estado tem uma boa capacidade de vacinação e consegue aplicar todas as doses da Janssen em 48 horas. As vacinas têm prazo de validade finalizado em 27 de junho. “As doses estão para vencer. Mato Grosso do Sul tem a capacidade de imunizar em 48h. Essas doses não vão ser perdidas, estamos no ápice, estamos lotando os hospitais de estados vizinhos”, declarou.

Segundo a secretaria de Saúde do Mato Grosso do Sul, o estado já acumula 307,3 mil casos positivos da doença e 7,2 mil óbitos. Entre os dias 8 e 9 de junho, foram confirmados 3 mil novos casos e 58 mortes.

0

Janssen

Na última segunda-feira (7/6), Queiroga falou que as 3 milhões de doses da Janssen, antecipadas para o mês de junho, fortalecerão a campanha de imunização no Brasil. A vacina da Janssen é eficaz contra a Covid-19 com apenas uma aplicação. Portanto, 3 milhões de doses equivalem a 3 milhões de pessoas protegidas.

O país tem um contrato de 38 milhões de vacinas firmado com a farmacêutica. As doses estavam previstas para o fim do ano, mas parte deve chegar ao território nacional até o fim de junho.

Últimas notícias