Mercedes-Benz começa testes para produzir respiradores pulmonares

Para combater a Covid-19, marca alemã fabricante de carros e caminhões já imprime em 3D, nas suas instalações, máscaras de proteção facial

Foto: Mercedes-Benz do Brasil/Divulgação

atualizado 02/04/2020 14:40

A Mercedes-Benz do Brasil – diante da epidemia do novo coronavírus, causador da Covid-19 – começou a atuar para fortalecer suas ações de responsabilidade social. Em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e com profissionais de áreas médicas, a empresa começou a desenvolver respiradores utilizando como matéria-prima peças da indústria automotiva. A Mercedes-Benz é uma das maiores fabricantes de automóveis, vans, caminhões e ônibus da América Latina. 

Esses equipamentos, também conhecidos como ventiladores mecânicos, são eficazes e de baixo custo. A produção dos itens deve ser iniciada ainda esta semana em fábricas da Mercedes-Benz e demais empresas voluntárias. O objetivo da iniciativa é suprir com urgência, a princípio, hospitais da região de São Paulo – estado com o maior número de casos confirmados.

Também em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e com a Universidade de São Paulo (unidade de São Carlos), a Mercedes-Benz está contribuindo para o desenvolvimento e a produção de máscaras de proteção facial. Elas são importantes para os profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus. 

Os equipamentos já estão sendo fabricados em impressoras 3D da empresa (média de 10 por dia) e do Instituto Mauá, conforme a demanda, e serão destinados a hospitais da região do ABC.

Simultaneamente, colaboradores, concessionários e parceiros da Mercedes-Benz estão sendo convidados a participar de uma grande campanha de solidariedade com doações de cestas básicas e itens de higiene para todos os municípios de atuação da companhia. A terá início nesta quinta-feira (02/04) e deve se estender até 21 de abril, com possibilidade de prorrogação, a depender da situação do país.

Últimas notícias