Menino de 4 anos é deixado sozinho em casa com pit-bull adulto

Ao Conselho Tutelar, a mãe da criança explicou que a criança fica em casa por não ter onde deixar enquanto trabalha

atualizado 25/06/2020 11:24

Reprodução

Uma criança de apenas 4 anos foi encontrada sozinha dentro de uma casa em Goiânia, nessa quarta-feira (24/06). O menino estava na companhia de três cachorros, incluindo um pit bull adulto. Ele foi resgatado pelo Conselho Tutelar da cidade.

Uma denúncia anônima avisou aos conselheiros que a criança ficava sozinha todas as tardes, enquanto a mãe trabalhava. Segundo Valdivino Silveira, um dos profissionais que resgataram o menino, ele estava bem alimentado e passava bem, mas corria os riscos por estar só.

“Nós sabemos que isso é muito comum, que acontece muito, mas não há necessidade que justifique deixar uma criança dessa idade sozinha. Ela pode ser mordida por um dos cachorros, colocar o dedo na tomada, levar um choque, colocar fogo na casa”, alertou, ao portal G1.

Os conselheiros tiveram que segurar o pit bull que tentou reagir contra os estranhos. Enquanto a ação ocorria, a criança pedia socorro. ‘Tio, por favor, quero sair daqui’”, contou, Silveira, ao portal.

Cerca de duas horas depois, a mãe compareceu ao Conselho procurando o filho. “Ela justificou que estava no supermercado, por isso teria deixado a criança sozinha. Nós permitimos que ela voltasse para casa com a criança com uma advertência e o compromisso de que não deixará isso acontecer novamente”, contou, o conselheiro.

A criança vive com a mãe e com um padrasto, que também não estava em casa. A mulher se identificou como dona de uma loja de roupas.

“Conversando com ela, ela pareceu bem instruída, não era desinformada. Tinha muita consciência. Fizemos, junto com a Polícia Militar, o RAI [Registro de Atendimento Integrado], mas decidimos que ela não irá responder agora por negligência ou abandono. Decidimos dar uma chance a ela”, relatou.

Além disso, a família seguirá monitorada pelo Conselho Tutelar. Eles poderão receber visita surpresa dos profissionais, que farão a observação pelo órgão.

Mais lidas
Últimas notícias