Médicos retiram 62 larvas que “comiam” cabeça de homem

O paciente foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento de Peruíbe, em São Paulo. Ele estava com berne avançada

reproduçãoreprodução

atualizado 06/11/2019 10:52

Um morador em situação de rua deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe (SP) com mais de 60 larvas na cabeça. O homem, identificado como Bruno, estava com berne avançada – uma infecção causada pela Dermatobia hominis. As informações são do portal G1.

O paciente foi resgatado por equipes da Guarda Municipal da cidade e atendido pelo médico Bruno Chehade Pereira. Convidado por um colega a prestar ajuda, o profissional não imaginava que o homem estava com berne avançada, a larva da mosca.

“Achamos que seria só para dar um trato nele, cortar cabelo, dar um banho, mas quando começamos o corte vimos que tinha muito piolho e começou a sair uma secreção do couro cabeludo”, relembra o médico, ao detalhar que as larvas estavam “comendo” a cabeça de Bruno.

O médico precisou inserir uma medicação para que os parasitas saíssem de dentro da cabeça do homem e pudessem ser retiradas. Manualmente, a equipe de enfermagem retirou, ao todo, 62 larvas.

Após o tratamento, Bruno recebeu um “dia de beleza” da equipe. Ele teve alta, mas deverá tomar antibiótico. Por fim, o homem em situação de rua voltou para a casa da família, que mora também em Peruíbe. De acordo com a reportagem, ele é alcoólatra e trabalha como catador de latinhas.

Últimas notícias