Médico que fez crítica ao isolamento social morre por coronavírus

Essa é a 21ª no Rio Grande do Norte e a sétima no município. A vítima era obesa e tinha diabetes

atualizado 17/04/2020 17:59

Médico que fez crítica ao isolamento social morre por coronavírus Arquivo Pessoal

A cidade de Mossoró, no Rio grande do Norte, somou, na tarde desta quinta-feira (16/04),  mais uma morte por coronavírus. O médico cirurgião Élio César Marson, 52 anos, foi a sétima vítima do vírus no município e a 21ª do Rio Grande do Norte. O médico era obeso e tinha diabetes. As informações são do G1.

De acordo com a  Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró, Élio César fez o exame para saber se estava com o novo coronavírus em 29 de março, e o resultado saiu no dia 3 de abril. Mas desde o dia 1º deste mês o médico já estava internado em um hospital privado da cidade.

Apesar de ser da área da Saúde, Élio César fez há poucos dias uma postagem criticando o isolamento social, medida adotada por todos os países, seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde.

Médico morto por coronavírus em Mossoró (RN)

Casos de coronavírus 

A  Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), divulgou nesta quinta (16/04),  que Mossoró tem 84 casos confirmados de Covid-19, além de 124 suspeitos. O município foi o primeiro a registrar morte pelo vírus no estado potiguar, um professor universitário de 61 anos de idade.

O Rio Grande do Norte tem 400 casos confirmados de coronavírus. Os casos suspeitos são 2.232. Além das 21 mortes por Covid-19 já confirmadas, há ainda 12 sob investigação.

Mais lidas
Últimas notícias