MBL reproduz áudios com críticas de Alckmin a Lula em evento do PSB

Carro de som transmite as mensagens em frente ao local do evento. Lula (PT) deve reunir-se com dirigentes do partido nesta noite

atualizado 28/04/2022 16:25

Luiz Inácio Lula da SilvaRafaela Felicciano/Metrópoles

O Movimento Brasil Livre (MBL) marca presença na agenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Brasília. Na tarde desta quinta-feira (28/4), um carro de som circulou na parte externa do hotel onde ocorre a convenção do PSB reproduzindo áudios nos quais o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) critica e acusa o petista. As mídias são recortes de discursos e debates.

Num deles, Alckmin diz que Lula “quer voltar à cena do crime”. A declaração foi dada na campanha de 2018, antes do ex-presidente ser impedido de disputar o pleito pela condenação no âmbito da Operação Lava Jato. Na ocasião, o então governador de São Paulo se referia a supostos desvios cometidos por Lula durante os mandatos petistas no Planalto.

Posteriormente, as sentenças proferidas pelo ex-juiz Sérgio Moro foram derrubadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou também que o ex-ministro do governo Bolsonaro atuou de forma parcial durante o processo.

“Fizemos um ato para lembrar a população que Lula não é nada mais do que o maior cara de pau do Brasil. Ele está disposto a se aliar até com quem o chama de bandido para voltar ao poder”, disse Victor Rattes, membro do grupo em Brasília.

Lula, no entanto, não estava no local. O ex-presidente ainda marcava presença no evento de adesão da Rede Sustentabilidade à candidatura petista, que terá Geraldo Alckmin como vice-presidente. Fontes do MBL garantiram à reportagem, entretanto, que o protesto continuará até o momento da chegada de Lula, marcada para a noite desta quinta.

Mais lidas
Últimas notícias