Mãe suspeita de maus-tratos contra filha de 2 meses é presa em GO

Jovem de 18 anos é suspeita de maus-tratos e lesões corporais contra a filha; criança teve múltiplas fraturas pelo corpo

atualizado 20/10/2021 19:35

goias dpca anapolisReprodução

Goiânia – A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis, a cerca de 55 km da capital goiana, cumpriu nessa terça-feira (19/10) mandado de prisão preventiva relativo a uma jovem de 18 anos de idade, investigada por maus-tratos e lesão corporal contra a própria filha, um bebê de apenas 2 meses de vida.

A criança foi encaminhada à UPA Pediátrica de Anápolis, no mês de julho, com diversas lesões e hematomas, fratura de clavícula e múltiplas fraturas de arcos costais. Pela gravidade do caso, ela foi transferida para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Na unidade de saúde, a bebê permaneceu internada por cinco dias, após apresentar sangramento pela boca e fortes dores abdominais, que segundo a polícia, apontavam sinais visíveis de agressões físicas.

A Polícia Civil representou pelo mandado ao Poder Judiciário forma de garantir a ordem pública, tendo em vista a gravidade concreta do caso e a possibilidade de reiteração criminosa, já que a suposta autora do crime é a mãe da criança, tem hierarquia direta sobre ela e foi apontada como de temperamento impulsivo e explosivo no âmbito doméstico.

Ainda conforme a corporação, as investigações prosseguirão com a oitiva de outras testemunhas e a requisição de exames complementares ao Instituto Médico Legal (IML), para definição da extensão das lesões corporais sofridas pela bebê, que ficou aos cuidados do Conselho Tutelar para viabilizar a guarda. Ao final, o inquérito policial será concluído e encaminhado à Justiça.

Mais lidas
Últimas notícias