Mãe que matou os dois filhos a facadas no Rio é denunciada pelo MPRJ

Stephani Peixoto foi denunciada por dois homicídios duplamente qualificados. Mulher matou os filhos de 3 e 6 anos a facadas em Guapimirim

atualizado 24/01/2022 10:32

Reprodução/Redes sociais

Rio de Janeiro – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou Stephani Ferreira Peixoto, de 36 anos, acusada de matar os dois filhos de 3 e 6 anos a facadas em Guapimirim, na Baixada Fluminense do Rio.

Segundo a denúncia, Stephani responderá pela prática de dois homicídios duplamente qualificados. Os crimes foram praticados entre 9h e 13h do dia 10/1, dentro da residência da família, em Guapimirim. Na ocasião, Stephani esfaqueou as duas crianças e tentou tirar a própria vida.

0

Um trecho da ação penal afirma que “os crimes foram praticados por motivo fútil, que decorreram da insatisfação da denunciada com o seu companheiro, pai das vítimas, que deixara a residência conjugal três dias antes dos fatos”.

A denúncia aponta também que, segundo os laudos do exame de necropsia, a causa das mortes decorreu de diversos golpes a faca. De acordo com o documento, “os homicídios foram praticados mediante recurso que tornou impossível a defesa das vítimas, menores incapazes de supor que os ataques seriam executados pela própria mãe”.

Relembre o caso

Bruno Leonardo Ferreira da Silva, de 6 anos, e Arthur Moisés Ferreira da Silva, de 3, foram mortos a facadas pela própria mãe. Após o episódio, Stephani tentou tirar a própria vida.

A mulher foi encaminhada ao Hospital Municipal José Rabello de Mello, onde ficou sob custódia até ser transferida para o Complexo de Gericinó, em Bangu, na terça-feira (11/1).

Após a realização de diversos exames, ela foi novamente transferida, dessa vez para o o Hospital Psiquiátrico Roberto Medeiros, também no Complexo.

Ao Metrópoles, o delegado Antônio Silvino Teixeira, titular da 67ª DP (Guapimirim) descreveu a cena no dia do crime.

“O crime aconteceu por volta de 13h30. O quadro: ela sentada na sala, sangrando muito nos pulsos. Perguntaram pelas crianças e ela apontou para o quarto. A autora não falou nada sobre os fatos, só ‘matei meus filhos, me deixa morrer’. No entanto, foi socorrida para o Hospital José Rabelo Melo, e seu estado de saúde é estável”.

Motivações 

Em depoimento à polícia, o pai de Stephani informou que logo após o assassinato das crianças, a filha mandou um áudio para ele, no qual contava que tinha cometido os crimes.

Aos agentes ele também confirmou um boato que vizinhos do casal já haviam contado à polícia: de que, na sexta-feira (7/1), houve uma briga entre Stephani e o marido, Carlos Leonardo da Silva, 37, o que poderia ter motivado o crime.

Mais lidas
Últimas notícias