Mãe do menino Henry acredita que filho caiu da cama antes de morrer

Henry Borel Medeiros foi encontrado morto pela mãe e pelo padastro, o vereador Dr. Jairinho, no último dia 8

atualizado 19/03/2021 10:58

Henry BorelReprodução/Redes sociais

Monique Medeiros da Costa e Silva de Almeida, mãe de Henry Borel Medeiros, afirmou acreditar que as lesões do fiho tenham sido ocasionadas por uma queda da cama. Na madrugada do último dia 8, Henry foi encontrado morto pela mãe e pelo padastro, o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade).

De acordo com os termos de declaração, obtidos pelo O Globo, as causas da morte do menino de 4 anos foram hemorragia interna e laceração hepática, causadas por ação contundente. Segundo peritos, a criança estava com lesões incompatíveis com um acidente, como equimoses, hematomas, edemas e contusões.

No depoimento de 12 horas, a mãe de Henry afirmou que o pai do menino, de quem está separada desde o ano passado, deixou a criança por volta das 19h, em sua casa.

Segundo Monique, Henry chorava muito e chegou a vomitar. À noite, a mãe de Henry e o namorado, o vereador Jairo Souza Santos Júnior, conhecido como Dr. Jairinho, deixaram a criança dormir em seu quarto, enquanto assistiam à televisão, na sala. Por volta das 3h30, então, a mãe foi ao cômodo e encontrou o menino caído no chão, “gelado” e com “os olhos virando”.

0

O casal seguiu para o hospital Barra D’Or, mas a morte da criança foi constatada logo depois. Monique afirmou que chegou a fazer respiração boca a boca em Henry, depois de orientação de Dr. Jairinho, que acreditava que o menino havia broncoaspirado.

O vereador reiterou que, apesar da formação, nunca chegou a atuar como médico e que a última massagem cardíaca que havia feito teria sido em um boneco, na graduação.

Últimas notícias